top of page
  • Foto do escritorStéphan Balay

"Um vinho que te deixa louco

O jornal diário "Quotidiano del Piave" veio fazer uma reportagem em vídeo sobre a grande projecção nocturna do documentário Vitis prohibita no Castelo de Castelbrando, Veneto - Itália.


Tradução do artigo abaixo.


Vídeo em italiano :


"Um regresso ao passado e um olhar para o futuro: foi isto que Castelbrando di Cison di Valmarino acolheu no dia 11 de Setembro para uma projecção sem precedentes do Confrérie du Clinto.


A irmandade, que tem cerca de 300 membros em toda a região do Veneto e não só, organizou uma projecção prévia para a Itália de "Vitis prohibita - o regresso das vinhas resistentes", um filme rodado nos EUA, França, Itália na região do Piave, Áustria e Roménia.


"Este filme foi criado para proteger e salvaguardar esta vinha, que estava a desaparecer, enquanto que aqui, no distrito de Piave, pode ser encontrado praticamente em todo o lado", comenta Franco Zambon, presidente da associação.


Clinto tem uma história especial e Franco explica que a produção de vinho é proibida em todo o lado, excepto na Áustria e na Roménia.


Stéphan Balay é o realizador do filme: "Quando eu era criança, via sempre uma garrafa de Clinto na mesa em casa e era estranho porque em França se dizia que era mau para a sua saúde, que o deixava louco, e eu queria investigar a questão para compreender por que razão era sequer considerado perigoso.

Percebi que o problema não era só francês mas também europeu", continua, "por isso o objectivo da conferência é sensibilizar as pessoas para este vinho através de um filme documentário que possa fazer rir as pessoas no início, mas que acabará por explicar a viticultura do futuro.


Luca Buffon, gerente regional de pequenas produções locais, também comentou: "Podemos dizer que para além dos 12 outros tipos já incluídos entre os Ppl (pequenas produções locais), estamos a tomar medidas para incluir o Clinto, que sabemos ser reconhecido como um dos produtos típicos do Veneto.

A apresentação dos produtos é importante e deve ser devidamente promovida, como confirmou Antonio Panizzolo, membro do conselho de administração da irmandade Clinto: "Para salvaguardar a vinha, queremos promovê-la de forma transversal, por exemplo através do "Sugoli", uma sobremesa à base de mosto Clinto muito popular nas regiões de Pádua e Vicenza, mas que também se encontra em pratos braseados, assados ou sobremesas como a pinza e outros produtos típicos do Veneto.


Franco Zambon recorda que Clinto tem uma história enraizada na tradição rural e antecipa como poderia ser transformada no futuro: de facto, os especialistas do sector falam de PVI, vinhas que não requerem tratamento e que poderiam finalmente renovar a história deste vinho.


(Foto e vídeo: Qdpnews.it © direitos reservados)


[tradução automática]

コメント


Esta página foi traduzida automaticamente e pode conter erros. Obrigado pela sua compreensão.

bottom of page